Muito se falou sobre a Terra e o Clima desde que Donald Trump assumiu a presidência dos Estados Unidos. Segundo Trump, o aquecimento global é “invenção” dos chineses, uma das justificativas do republicano para suspender o Acordo de Paris.

Nesta semana, Jim Bridenstine à frente da NASA resolveu falar sobre os planos da Agência espacial sob seu comando. Jim é o novo administrador da agência do Governo Federal dos Estados Unidos.

Durante a discussão com jornalistas em Washington, Jim reforçou o compromisso da NASA em estudar a Terra a partir do espaço, além de continuar planejando projetos como o Telescópio Espacial James Webb e o foguete espacial “Space Launch System“. Bridenstine também prometeu que a NASA não encerrará o programa da Estação Espacial Internacional, a menos que a agência possa vigorar uma alternativa à altura.

A Terra e o Clima x Donald Trump

A oposição democrata criticou duramente Bridenstine durante sua audiência de nomeação na NASA por declarações passadas que ele havia feito sobre mudanças climáticas, alegando que a Terra não está mais aquecendo em ritmo acelerado.

Contrariando suas próprias declarações, Bridenstine deixou claro que seus pensamentos sobre as mudanças climáticas evoluíram e que ele acredita que a atividade humana está causando o aquecimento da Terra. Em entrevista aos jornalistas, ele observou que essa evolução realmente ocorreu antes de ele vir para a NASA. Como prova, ele disse que quando ele estava no Comitê de Serviços Armados da Câmara, ele apoiou firmemente um estudo para descobrir como a mudança climática afeta a segurança nacional.

Contrariando o presidente americano, Bridenstine também estabeleceu seu compromisso de estudar o clima da Terra com recursos da NASA. Ele expressou seu apoio a duas missões de ciências da Terra na NASA, chamadas de “PACE” e “CLARREO“, que o presidente Donald Trump propôs cancelar em seu pedido de orçamento para 2019.

Ele observou que essas missões são consideradas prioridades pela comunidade científica e, portanto, continuará a apoiá-las. “Me parece que esses são projetos que precisamos considerar no pedido de orçamento do presidente”, disse ele.