X

No Japão, combinar carro e asfalto produz músicas e melodias

Já imaginou está dentro de um carro transitando por uma estrada e você ouvir musicas e melodias que não são do rádio, nem de um aparelho de som, e sim do asfalto? Pois é,  essa tecnologia é usada no Japão e permite que o asfalto toque músicas ao percurso de 40km/h de um carro.

As melodias instrumentais acontecem devido a vibração da roda do carro em ranhuras ou sulcos que estão distribuídos no asfalto em trechos específicos. Parte do mesmo princípio da agulha do toca-discos em contato com o vinil, mas em escala maior.

Mas essa invenção super inovadora e um tanto curiosa não surgiu por lá não. A primeira estrada musical ou “Melody Roads”, surgiu na Dinamarca em 1994 com dois artistas que logo chamou a atenção da população.

No Japão, o engenheiro Shizuo Shinoda estava dirigindo um trator, quando acidentalmente o veículo arranhou as marcações da estrada, logo ele percebeu que o asfalto emitia sinais sonoros.

No ano de 2007, o Instituto Nacional de Pesquisas Industriais de Hokkaido, segunda maior ilha do arquipélago japones, redefiniu os desenhos do artista, dando origem a primeira estrada musical japonesa.

Outras cidades japonesas já possuem estradas desse tipo: Gunma e Wakayama. Além de promover um efeito relaxador para quem está na correria do dia-a-dia, essas estradas mantem os motoristas transitando dentro da velocidade permitida. As melodias só são emitidas dentro na casa dos 40 a 70 km/h.

Nos locais das estradas musicais, há uma placa indicando que ali tem um “Melody Roads”. Com grande destaque no Japão, essas ruas já são encontradas na Coreia do Sul, China, San Marino, México, Estados e Unidos e Dinamarca.

O que acham dessa novidade aqui no Brasil? Diminuiria o estresse causado pelo trânsito?

Isabella Duarte :Sou estudante de Jornalismo e estou descobrindo e me encantando cada vez mais pela profissão. Quero contribuir de alguma forma na vida das pessoas com o meu conhecimento e obter bons frutos de toda semente plantada. Vamos mudar o mundo!
Disqus Comments Loading...