O Brasil vive atualmente sua pior crise política da história, em que a população se divide em lutar pelo Impeachment da atual presidente da República, Dilma Rousseff e também pela continuação da presidenta no poder. Nesta semana, diversas manifestações tomam conta do país, devido ao anúncio de que o ex-presidente Lula será Ministro da Casa Civil, nomeado por Dilma, o que causou revolta por parte da população, já que a nomeação suou como um “golpe” para que dificulte a prisão de Lula, devido a investigação da operação Lava Jato, da Polícia Federal comandada pelo Juiz Sérgio Moro, que divulgou diversos “grampos” de ligações da atual presidente com Lula e causou mais revolta por parte da população a favor do impeachment.

Com isso, grandes nomes mundiais como Edward Snowden, responsável por alertar o Brasil sobre os casos de espionagem de diversos líderes brasileiros, assim como a presidente da república, efetuados pelo Estados Unidos em 2013, e também, o ator Michael Kelly, que vive Doug Stamper na série House of Cards exibida pelo Netflix, criticaram a atual situação do Brasil.

Edward Snowden publicou em seu twitter:

“Ficar no escuro” é um conto de fadas: 3 anos após escutas de @dilmabr virarem manchetes, ela ainda está fazendo chamadas não-criptografadas. #opsec – declara Snowden no Twitter.

A declaração critica a presidente da república, após às gravações de ligações com o ex-presidente Lula, divulgadas pelo Juiz Sérgio Moro.

Já o ator Michael Kelly, entrevistado pelo jornal Estadão, condenou a atual situação política do Brasil como uma “sujeira”, afirmando “Eu não sei a diferença entre um e outro (fala sobre Dilma e Lula). Então chegar aqui e me meter nessa ‘sujeirada’ toda não seria inteligente da minha parte”

Brasil visto aos olhos do mundo

Opiniões vindas de nomes mundiais também são importantes para a atual situação do Brasil. Pessoas como Edward Snowden são grandes influências no mundo, e se pessoas influentes que vivem fora do país conseguem ver os problemas atuais da política brasileira, isso mostra que o país precisa seriamente de mudanças, seja ela vinda após um Impeachment ou não.