Google pedirá aos Estados Unidos que liberem carros autônomos

O líder do programa de carros autônomos do Google pedirá na terça-feira (15) que o Congresso dos Estados Unidos conceda nova autoridade aos reguladores de segurança automotiva do país para acelerar a introdução dos carros autônomos em estradas norte-americanas.

Chris Urmson, diretor do programa de carros autônomos do Google, dirá ao Comitê de Comércio do Senado dos EUA que os parlamentares devem garantir nova autoridade ao Departamento de Transportes dos EUA para ajudar a colocar veículos totalmente autônomos nas estradas, de acordo com seu depoimento preparado.

Na última sexta-feira (11), a maior agência de segurança automotiva dos EUA disse que havia poucos obstáculos legais para o desenvolvimento de carros autônomos, mas há obstáculos potencialmente “significativos” para veículos autônomos que não tenham volante ou acelerador.

A Administração Nacional de Segurança de Tráfego em Rodovias (NHTSA, na sigla em inglês) está trabalhando em novas diretrizes para Estados, legisladores e empresas sobre veículos autônomos que espera divulgar em julho próximo.

Participantes da corrida para os carros autônomos alegam que as regras de segurança estaduais e federais estão impedindo os testes e o eventual desenvolvimento de tais veículos. As montadoras devem cumprir quase 75 padrões de segurança automotiva, muitos dos quais foram escritos sob o pressuposto de que um motorista habilitado controlaria o veículo.

VIA: REUTERS e G1