A Niantic, desenvolvedora de Pokémon Go, anda tomando decisões radicais para evitar que jogadores tenham privilégios no jogo. Uma pequena minoria dos jogadores de Pokémon Go estão utilizando hacks e bots para obter Pokémons e benefícios com facilidade; acontece que, mesmo com as devidas punições, os hackers continuaram a penetrar meios de garantir facilidades no jogo.

Para combater os sistemas de banimento da Niantic, hackers do Reddit resolveram testar o método de banimento via IP, para assim criar resistência em relação a este método, que está sendo condenado por jogadores como injusto, uma vez que banido por IP, o jogador não consegue mais jogar Pokémon Go em sua rede.

Ao iniciar os testes de banimento por IP, os hackers acabaram banindo toda a Bélgica do jogo. Um dos membros usou vários chips SIM para lançar milhares de escaneamentos simultâneos nos servidores de Pokémon GO, técnica similar ao que o app PokeVision fazia. Todos os escaneamentos, porém, foram ligados a um IP de localidade especifica, usado na Bélgica pela maior companhia de celulares do país, a Proximus.

Proximus é usada por 88% da população Belga

Com o teste efetuado por hackers, a Niantic baniu indiretamente, 88% da população Belga, deixando a maioria da população sem acesso a Pokémon Go. A Niantic foi alvo de um ataque hacker para um teste que acabou gerando uma enorme dor de cabeça para os usuários da Bélgica.

O acesso ao jogo foi restaurado no final da tarde do dia 19 de Agosto, data em que ocorreu o fato. Com o ocorrido, a Niantic agora observa que é necessário aprimorar a segurança de seus servidores, para que hackers não consigam mais efetuar modificações para banir usuários em massa, como ocorreu nesta sexta-feira, 19.

Imagina se isso acontece no Brasil em um mesmo dia que o Whatsapp for novamente bloqueado? (esperamos que isso não aconteça com o Whatsapp novamente).

2