O Índice de Experiência do Windows foi implementado no Windows 7 e, desde então, faz sucesso para os usuários mais exigentes. Não durou muito para que o recurso fosse “jogado fora” nas versões seguintes do Windows, como o Windows 8.1 e Windows 10.

Pensando em uma forma de utilizar o serviço no Windows 10, a comunidade descobriu uma forma de fazer o diagnóstico do hardware do seu computador, sem necessidade de instalar o Windows 7 ou utilizar programas para isto.

Como usar o Índice de Experiência do Windows no Windows 10

  • Clique na barra ao lado do botão iniciar (Digite aqui para pesquisar). 
    Digite cmd, irá aparecer Prompt de Comando, clique com o botão direito do mouse sobre ele e selecione a opção Executar como administrador.
  • Na janela que se abrirá digite winsat formal e pressione ENTER.

índice de experiência do windows como usar o Índice de experiência do windows no windows 10

  • Aguarde alguns minutos enquanto ele gera relatórios. 
    Em seguida, navegue até a pasta C:\Windows\Performance\WinSAT\Datastore (Considerando C:\ como a partição onde o sistema operacional está instalado)
  • Clique duas vezes no arquivo cujo nome termina com Formal.Assessment.WinSAT.xml, por exemplo: 2015-08-16 03.31.33.505 Formal.Assessment (Initial).WinSAT.xml, Se você tiver mais arquivos Formal.Assessement no nome, escolha aquele com a data mais recente.

índice de experiência do windows como usar o Índice de experiência do windows no windows 10

  • Clicando duas vezes no arquivo aparecerá o sistema global de pontuações do Windows. Role até WinSPR, fica logo na parte de cima (Se tiver dificuldades em localizar pressione CTRL+L e digite WinSPR), a estará logo ali.

índice de experiência do windows como usar o Índice de experiência do windows no windows 10

No arquivo gerado, será possível identificar suas notas conforme item analisado.

Recomendamos que você faça o teste quando seu computador estiver ocioso, sem nenhum programa aberto. Caso contrário, o teste pode apresentar resultados inferiores devido à utilização de recursos.

Fonte/Imagens: Microsoft