A semana mal começou e a Microsoft já lançou uma bomba no mercado de tecnologia; anunciou a compra da rede social LinkedIn por US$ 26,2 bilhões, algo em torno de R$90,1 bilhões – rede responsável por unir pessoas à grandes corporações e pequenas empresas por meio da criação de perfis profissionais.

O atual presidente-executivo do LinkedIn, Jeff Weiner, continuará à frente da empresa e se reportará a Satya Nadella, presidente-executivo da Microsoft. Ele e Reid Hoffman, presidente do conselho, cofundador e sócio controlador, ajudarão na transição. A expectativa é que o processo seja encerrado ainda este ano.

“O time do LinkedIn criou um negócio fantástico focado em conectar os profissionais do mundo”, afirmou Nadella. “Juntos, nós podemos acelerar o crescimento do LinkedIn, assim como o do Microsoft Office 365 e Dynamics, à medida que procuramos emponderar cada pessoa e organização do planeta.”

“Nos últimos 13 anos, nós nos posicionamos unicamente para conectar profissionais e fazê-los mais produtivos e bem sucedidos”, afirma Weinder. “Assim como nós mudamos o jeito como o mundo se conecta a uma oportunidade, esse relacionamento como a Microsoft e a combinação da nuvem dela e da rede do LinkedIn nos dá uma chance de também mudar o jeito como o mundo funciona.

Linkedin yahoo que nada! microsoft compra linkedin por us$ 26,2 bilhões
Jeff Weinder, CEO do Linkedni, Satya Nadella, CEO da Microsoft, e Reid Hoffman, cofundador do LinkedIn. (Foto: Divulgação/Microsoft)

Microsoft pode estar negociando para compra do Yahoo

Recentemente surgiram rumores de que a Microsoft esteja negociando a compra do Yahoo, algo que ficou distante após a compra da rede social LinkedIn. Recentemente a Microsoft não se deu muito bem com suas últimas grandes aquisições, como por exemplo a divisão mobile da Nokia por US$ 7,2 bilhões, que gerou um prejuízo trimestral de aproximadamente US$ 2 bilhões. Todo o conjunto da Nokia (fabricas, lojas etc…) adquirido pela Microsoft foi em sua maioria ‘extinto’ pela empresa com venda de fábricas (inclusive a fábrica da Nokia em Manaus), lojas e quiosques, e a demissão de mais de 18 mil funcionários.

Devemos lembrar que a linha de tablets Surface também era uma das principais causas de prejuízo da Microsoft, chegando a quase US$ 3 bilhões/tri; hoje, a linha Surface vende mais do que o seu maior concorrente, o iPad Pro e registra uma grande fatia de lucros para a empresa, o que prova que nem todos os grandes negócios podem terminar em prejuízos.

Outra compra feita recentemente pela Microsoft, foia Mojang, desenvolvedora do popular game Minecraft, um dos jogos mais vendidos da história.

A Microsoft é a companhia que mais comprou empresas em 2015, ficando a frente até mesmo do Google. A Microsoft adquiriu cerca de 18 empresas em 2015, superior às 16 adquiridas pelo Google, 11 pela Apple, 5 pelo Facebook e 1 pelo Yahoo.