Em 2015, a Microsoft surpreendeu o mundo com seu óculos de realidade aumentada, o Hololens. O óculos trabalha com interações de Hologramas, tornando tudo extremamente realista e impressionante aos olhos.

Ainda em sua apresentação, a Microsoft revelou que o óculos estava sendo desenvolvido desde 2006, o que surpreendeu os entusiastas devido ao fato de que a companhia conseguiu guardar este grande e impactante segredo durante quase uma década.

No entanto, em seu anúncio oficial, o óculos ainda tinha  problemas de funcionalidades, como a detecção parcial da íris de usuário a curto prazo, ou seja, isso significa que o uso do óculos não era instantâneo, e precisava de alguns ajustes. Já na segunda versão, isso mudou completamente, e o óculos já estava capacitado para detectar a íris do usuário e receber comandos de movimentos através dela.

Em 2019, a Microsoft prepara o lançamento da terceira versão do Hololens – versão esta que será vendida comercialmente, segundo o site Thurrott. Veja a versão 2.0 do Hololens completamente desmontado.

Com o Hololens, é possível assistir à partidas de futebol em 3D, e até se “teletransportar” para a casa de seus amigos.

Hololens terá lançamento iminente em 2019

Segundo o site que vazou à informação, a Microsoft prepara um lançamento iminente do óculos de realidade aumentada, mas isso não significa que ele não funcione 100%. O motivo se deve ao fato de que os óculos VR, tem estimativa para milhões de unidades vendidas em 2020, e a Microsoft quer impactar este setor, para não ficar para trás, uma vez que, Google e Facebook já trabalham arduamente para o aprimoramento de seus óculos.

Hololens microsoft prepara lançamento comercial do hololens para 2019
Óculos de realidade aumentada da Microsoft vai concorrer com óculos de realidade virtual – VR’s

Preço de disponibilidade

O preço do Hololens na versão para desenvolvedores, custa em média US$ 3.000 (aproximadamente R$ 9.100) no entanto, é vendido somente no EUA e exportado para o Canadá.

Felizmente, a versão comercial deve ter um corte drástico em seu valor final, e mesmo assim, não espere algo barato, mas que realmente caiba no bolso dos mais entusiastas.