Com cerca de 1,2 bilhão de pessoas no mundo que ainda não tem acesso a energia elétrica, por itens como distância, falha no fornecimento e falta de interesse das autoridades públicas, uma fonte de luz barata, abastecida de forma segura e natural, resolveria em partes o problema.

Baseado nesses pontos, os pesquisadores ingleses Martin Riddiford e Jim Reves desenvolveram uma lâmpada que acende apenas com a força da gravidade. Após quatro anos de muito trabalho e pesquisas, a GravityLigth saiu do papel.

A lâmpada é feita de LED e fica acesa por 30 minutos para cada três segundos, para isso carrega um peso, como um saco de areia ou pedras por exemplo.  Para acender-la, se puxa uma corda que levanta uma bolsa carregada com 12 quilos. Um sistema de polias faz com que o peso lentamente caia, acionando um pequeno gerador.

Isso acontece devido as engrenagens presentes no interior da lãmpada converterem o peso em energia. Além disso, a energia produzida pode ser utilizada para abastecer rádios e baterias. Sendo mais simples que acender um lâmpião a base de querosene pelo risco que o fogo pode oferecer.

Utilizar a gravidade como fonte de energia oferece a vantagem da dispensa do uso de pilhas , necessárias em lâmpadas de placas solares. Isso significa que não há custos com manutenção, nem o descarte indevido de baterias.

O projeto surgiu a partir de um concurso lançado pela Solar Aid, que estimula a produção de alternativas aos lampiões de querosenes que emite fumaça tóxica que é prejudicial a saúde. O reconhecimento aos diretores da empresa de design Therefore responsável pelo empreendimento é notório.

Os designers conquistaram um financiamento coletivo para possibilitar a distribuição de sua invenção em aldeias da África e da Índia. Estima-se que o preço da GravityLight fabricada em grande escala gire em torno de US$ 5, equivalente a R$ 16.41

 

Demonstre uma reação nesta publicação
Curti Amei Haha Uau! Triste Grr!
COMPARTILHAR

Sou estudante de Jornalismo e estou descobrindo e me encantando cada vez mais pela profissão. Quero contribuir de alguma forma na vida das pessoas com o meu conhecimento e obter bons frutos de toda semente plantada. Vamos mudar o mundo!