Robôs

Em um futuro não tão distante, Robôs serão responsáveis por ‘destruir’ postos de trabalho, assim como serão passíveis de desenvolver diversas novas profissões.

Na Aviação, isso pode não ser tão diferente. Um grupo de pesquisadores resolveu colocar um Robô como co-piloto em um simulador de voo. O danado conseguiu pousar um Boeing 737, um dos aviões comerciais mais utilizados no mundo.

O Robô foi utilizado para pesquisas do programa “ALIAS” (Aircrew Labor In-Cockpit Automation System ou “Sistema de Automação da Cabine do Piloto”) do DARPA (Defense Advanced Research Projects Agency ou “Agência de Projetos de Pesquisa de Defesa Avançada”). O programa tem, como finalidade, aprimorar à segurança da Aviação e desenvolver avanços que reduzam o trabalho humano no setor de Aviação Civil.

O Robô consegue trabalhar de forma harmônica com as solicitações da torre de controle e necessidades da Aeronave. O ‘ALIAS’ é capaz de captar a visão do cockpit (cabine de voo) e usa componentes robóticos para manipular os controles de voo.

Um sistema de reconhecimento e síntese de fala é utilizado para o aprendizado da máquina.

Robôs podem substituir pilotos no futuro

Por enquanto, o sistema foi utilizado apenas para substituir o trabalho de um co-piloto. No entanto, isso pode se aproximar também da profissão de piloto.

O sistema funciona com mais precisão do que o piloto automático, utilizado em Aeronaves atuais. Segundo o site ‘Techxplore‘, o sistema pode ser transferido para outra Aeronave em apenas 30 dias.

Mas, para a tranquilidade de muitos, ainda não é possível substituir pilotos humanos. Uma das vantagens é que, pilotos com sobrecarga emocional e psicológica, podem vir a falhar em atitudes terroristas, quando há intimidação. Um piloto robô não seria capaz de ser intimidado.

Uma desvantagem, é que o robô precisaria estar extremamente preparado para atitudes imediatas, como em uma situação de risco de acidente ou pouso de emergência. É claro que uma máquina, em comunicação com outra máquina, poderia resolver o problema com mais cautela, no entanto, o cérebro humano é muito mais capacitado para agir de forma inteligente e competente.

Robôs
Imagem: Reprodução Boeing – Robô utiliza simulador para controlar Boeing 737.

A tecnologia foi testada também em uma Aeronave de pequeno porte real. Segundo os pesquisadores, o objetivo agora é testá-la em um Boeing 737 real, somente para fins militares.

E você!? O que acha de pegar uma “carona” em um Boeing controlado por um robô?

Demonstre uma reação nesta publicação
Curti Amei Haha Uau! Triste Grr!
VIATecMundo
FONTETechXplore
COMPARTILHAR
Técnico em Informática e fundador do TecStudio. Apaixonado por astronomia, ciência, tecnologia, games, séries, cinema, música e arte. Estou no Instagram @phvictorr e em outras redes sociais.