Apple

O FBI conseguiu desbloquear o iPhone do suspeito de terrorismo em São Bernardinho, utilizando um método do próprio serviço de inteligência e sem a ajuda da Apple. O caso teve início quando policiais mataram um dos suspeitos do ataque em São Bernardinho, Califórnia que deixou cerca de 14 mortos e outros 17 feridos.

A informação de que o FBI conseguiu de fato romper as barreiras de segurança da Apple, veio da agência de notícias Associated Press. Na semana passada, a justiça americana havia aceitado anular audiência a pedido do Governo Americano, devido ao fato de que o Departamento de Justiça Americano havia afirmado que descobriu um novo método para realizar o desbloqueio do aparelho.

FBI sem limites, fbi desbloqueia iphone de terroristas e encerra processo contra apple
Imagem de arquivo e reprodução do G1 mostra Tashfeen Malik e Syed Farook, atiradores de San Bernardino, no aeroporto de Chicago (Foto: REUTERS/U.S. Customs and Border Protection)

Agora que o FBI conseguiu de fato encontrar uma ‘solução’ para prosseguir com casos que envolvem iPhones, a Apple revelou que não precisará mais ajudar a agência de segurança em futuros casos, tornando inviável a assistência da empresa.

O FBI não divulgou nenhuma informação sobre o ocorrido e nem deve até que as investigações sejam de fato concluídas. A Apple também não comentou sobre o assunto desde o comunicado do Departamento de Justiça Americano.

E você leitor? O que acha sobre a ‘conquista’ do FBI sobre o caso de São Bernardinho?