O mundo dos jogos tem coisa séria; os simuladores. Hoje você encontra simulador de fazenda, parque de diversões, cidades, ônibus, caminhão e até de lanchonete. O que muita gente não sabe é que existem simuladores “reais” para o mundo da aviação.

Os primeiros simuladores de aviões surgiram em 1910, devido ao grande número de acidentes e prejuízos. A coisa foi ficando séria quando os simuladores começaram a fazer efeito e serem usados também para fins militares. No entanto, os simuladores voltados ao público geral só começaram a fazer sucesso em 2002, tendo como pioneira a Microsoft, que lançou o “Flight Simulator 2004: A Century Flight“, logo após a “curta” vida do FS2002.

Antes dele, já haviam outros simuladores. No entanto, o simulador da Microsoft fez tanto sucesso que a companhia decidiu lançar sua terceira versão, posteriormente em 2006, batizado de “Flight Simulator X“. O simulador é ainda um dos mais utilizados hoje, batido apenas pelo X-Plane, o que podemos chamar de “simulador mais perto possível” da realidade.

Entre os dois principais, entra na lista dos mais populares e queridinhos por pilotos reias, o Prepar3D. Embora o Prepar3D não bata o FSX em número de usuários, principalmente devido à Steam, onde a Microsoft tem uma versão especial do seu simulador – o Prepar3D é bem elogiado devido ao realismo, concorrendo diretamente com o X-Plane nesse quesito.

pilotos virtuais
Simuladores de Aviação evoluíram tanto, que cidades são reproduzidas quase perfeitamente como são na realidade. Imagem: Reprodução X-Plane.

Mapas reais, horas atuais e clima verdadeiro

Os simuladores de aviação são utilizados por pilotos reais, devido à interação com o mundo real, com hora, data e clima atuais. Isso significa que, se você jogar o X-Plane e ativar a opção de “Clima atual”, vai voar exatamente na hora e no clima para a região.

Por exemplo; se estiver chovendo em São Paulo e o piloto virtual voar por lá, vai passar por chuva e clima idênticos ao real.

Outro fator que mantém pilotos reais por horas em simuladores virtuais, são as simulações de falhas, panes e situações de emergências. No X-Plane, por exemplo, é possível simular incêndio nas turbinas, obrigando o piloto a simular um pouso de emergência.

A oportunidade de simular situações adversas garante aos pilotos experiência e maturidade para pensar em ações quando problemas ocorreram em um voo real.

Simuladores de aviação atraem simpatizantes não experientes

Além de pilotos reais, muita gente se interessa por esses simuladores e acabam adquirindo Joysticks poderosos e complexos, como o Flight Hotas 4, da Thrustmaster, encontrado no Mercado Livre a partir de R$ 399. Existem muitos usuários que pouco sabem sobre aviação, e acabam aprendendo como decolar, manter um voo e pousar.

A quantidade de botões nas cabines dos simuladores impressiona. Fazendo jus à realidade, os simuladores tem todas as funções e sistemas de um avião.

Pilotos virtuais pilotos virtuais
Número de botões, medidores e funções podem assustar aventureiros de primeira viagem. Imagem: X-Plane, reprodução.

Para os usuários profissionais, existem modos que começam o jogo com a Aeronave completamente desligada. É possível encontrar vídeos no Youtube que ensinam, por exemplo, a ligar um Airbus A320 no X-Plane 11. Um dos vídeos tem cerca de 48 minutos, devido tal complexidade.

Para os usuários leigos e iniciantes, tanto o X-Plane quanto o FSX e Prepar3D já vem instalados de forma que o avião já esteja ligado ao entrar no jogo. No entanto, é necessário mover a Aeronave até a pista, o que é um processo complexo para iniciantes, nada simples como movimentar um carro, mas um processo cheio de critérios de segurança, para evitar acidentes.

Existe um tráfego aéreo completamente digital

Se você olhar o tráfego aéreo internacional, vai ver cerca de 72 mil aeronaves voando todos os dias. É possível acompanhar os voos reais graças ao Flight Radar.

No mundo virtual, pilotos de todos o mundo também tem um espaço aéreo internacional completamente compartilhado. Todos os voos são tripulados por pilotos reais, envolvendo controladores reais nas torres de controle dos aeroportos mais populares entre o universo da aviação.

Você escolhe se vai pilotar ou ser controlador de tráfego aéreo. Desta forma, você pode voar ou controlar aeronaves em aeroportos.

IVAO

A principal plataforma que gerencia esse universo digital, é a IVAO. Com unidade em diversos países, inclusive no Brasil, a IVAO disponibiliza espaço e regulariza voos na internet, tudo de graça. Basta ter um dos três principais simuladores instalados.

No portal da IVAO, é possível ver as horas de voos acumuladas, ganhar medalhas de honra, como se fosse um piloto real.

Assim como na vida real, na IVAO também existem as companhias aéreas, como a TAM Virtual. A Gol também possui sua subdivisão virtual, não oficial, mas autorizada. Não é necessário entrar em uma companhia virtual para pilotar online. No próprio jogo, você pode escolher o avião e sua pintura. No entanto, pilotos de companhias virtuais acumulam mérito e simulam até mesmo como é trabalhar em empresas do tipo.

VATSIM

Outra plataforma bastante popular, é a VATSIM, que tem presença até mesmo na primeira versão do Flight Simulator.

Pilotos virtuais pilotos virtuais
Mapa mostra tráfego aéreo virtual da IVAO. Imagem: Reprodução IVAO.

FSX Steam

Outro campo para pilotos virtuais é a Steam. O Microsoft Flight Simulator X Steam Edition tem seu próprio mundo online. É mais fácil do que ingressar na IVAO. No entanto, existem mais usuários ativos na IVAO do que, especificamente, nos servidores da Microsoft do FSX Steam Edition.

Se depois desse artigo você ficou interessado nos simuladores de aviação, temos certeza que vai se interessar mais ainda com os vídeos abaixo;