Tom Warren, um das pessoas mais influentes do mundo da tecnologia causou uma forte “dor” ao Windows Phone nas últimas semanas, revelando que o sistema estava morto e levantou críticas de diversos sites de tecnologia, afirmando que o sistema estaria realmente acabando.

Tom Warren é editor de categoria no site The Verge, que é referência para publicação de notícias em todo o mundo, já que vários sites utilizam suas notícias como fonte. O editor fez uma publicação em seu site revelando a queda de vendas massiva do Windows Phone no 4º Trimestre de 2015, algo que assustou bastante os fãs da Companhia. Warren disse que o sistema estava morrendo e que seria difícil a recuperação do mesmo, levando em consideração as atitudes da Microsoft em relação ao Android, corte de funcionários, venda de fábricas, entre outros.

Windows Phone ressurge como uma fênix

Apesar da declaração, Tom Warren voltou a falar sobre o assunto após a enorme repercussão nas mídias sociais e de notícias no mundo todo, e se mostrou surpreso com as evoluções mostradas na MWC 2016 utilizando o sistema móvel da Microsoft já embarcado com a versão Windows 10 Mobile.

“A Quantidade de telefones Windows eu que vi na Espanha (MWC 2016) é insano. Talvez seja preciso reavaliar minha análise sobre o sistema morto ;)” – declarou Warren.

Apesar de chamar muita atenção na Mobile Word Congress 2016 com os incríveis lançamentos do LG G5 e Samsung Galaxy S7, não foi dessa vez que o Android foi destaque na MWC 2016, e sim o Windows 10 Mobile que teve o lançamento de smartphones de peso, inclusive o HP Elite X3 que mostrou ao mundo uma nova forma de ver smartphones com a tecnologia Continuum e um hardware que talvez seja o mais “monstruoso” já visto em um smartphone.

Além do lançamento da HP, tivemos o lançamento do smartphone mais resistente já lançado, o Toughpad FZ-F1 da Panasonic, ideal para o mercado corporativo. Para se ter ideia, o aparelho conta até com leitor de códigos de barra.

Confira o vídeo de anúncio do aparelho voltado para o mercado corporativo:

Dentre esses, tivemos lançamentos de vários outros smartphones com o Windows 10 Mobile.

Com isso, Tom Warren viu o quão vivo esteja o sistema, que bateu de frente com o Android na MWC 2016 e revelou o interesse de grandes fabricantes como a LG em investir no sistema.

Windows Phone no Brasil – Futuro incerto

Enquanto em países europeus em que a situação do sistema é bastante favorável, no Brasil, um dos países que mais vendem Windows Phone no mundo e também o que mais ‘procura’ por Windows Phone no mundo, sendo o que mais acessa o site www.windowsphone.com vem perdendo toda a atenção da Microsoft.

Primeiramente, a fábrica da Microsoft em Manaus foi vendida, o que impediu a fabricação de aparelhos no país, e consequentemente aumentou o valor do mesmo. Depois a Microsoft acabou com todos os estoques de aparelhos Nokia que eram vendidos, sendo assim, Lumias 520, 720, 630, 730, 830, 930 e 1520 que eram os mais procurados em território nacional, tiveram suas vendas barradas pela própria fabricante. E agora, além da demissão em massa de funcionários, a Microsoft anunciou também que vai fechar as 27 revendedores autorizadas do país, dentre elas, lojas e quiosques, algo que pode impedir seus clientes de testarem smartphones, tanto em seu lançamento quanto para descobrir o sistema.

Em relação a venda da fábrica em Manaus, a Microsoft revelou que iria terceirizar o serviço de produção de smartphones, algo que ainda não aconteceu. Os estoques de aparelhos Nokia estão voltando as lojas, mas até o momento, vimos apenas aparelhos como o Lumia 630 voltando às lojas. A Microsoft anunciou que em relação ao fechamentos de lojas e quiosques é motivada por novas estratégias da empresa.

Não sabemos os motivos reais da empresa em tantas ações ‘negativas’ que contrariam as vendas no país, mas diante da atual situação vivida, em meio a crise econômica, a empresa pode estar evitando gastos no País.

O que sabemos de fato é que se tem um lugar onde o Windows Phone está realmente morto, é no Brasil, que também não recebeu os recentes lançamentos da Microsoft, os Lumias 950, 950 XL, 550 e 650.