Galaxy S10e
Foto: TecStudio – Praça Sete de Setembro, Belo Horizonte – MG – 29/06/2019

É com um dos principais cartões postais de Belo Horizonte que iniciamos nosso artigo especial sobre as câmeras do Samsung Galaxy S10e. Inicialmente, podemos dizer que o smartphone foi bem construído para a finalidade mais exigida dos usuários nos últimos anos; capturar fotos. E há quem desista desse modelo por ele ter apenas duas câmeras traseiras, enquanto o Galaxy S10 e o S10+ tem mais lentes, mas isso não deve ser levado tão em conta assim, uma vez que as lentes do S10e são capazes “refletir” imagens impressionantes.

Uma das coisas que mais completam as lentes do Galaxy S10e é a inteligência artificial e nós vamos falar muito sobre isso durante o desenrolar do texto. O S10e tem uma lente grande angular de 12 MP (77⁰) e uma outra lente ultra-ampla de 16 MP (123⁰). Elas não fazem o trabalho prometido pela Samsung de apresentar imagens semelhantes à DSLRs, como nos modelos S10 e S10+, no entanto, com a primeira foto acima, você já deve ter percebido que isso também não vai fazer muita diferença por quem opta por esse modelo.

E quer mais uma razão para acreditar nisso?

Foto: TecStudio – Ipê-rosa

O ipê-rosa costuma se exibir bastante para as lentes, sobretudo nesta época do ano, quando ele fica assim, todo florido. Não foi nenhum S10 ou S10+ utilizado para capturar essa foto; foi um S10e. Para você, pode ser que não perceba uma diferença que nós percebemos desde quando fizemos três capturas diferentes.

Mas se você observar as duas outras fotos, vai perceber que o S10e trabalha bem a distância de objetos, bem como consegue enquadrá-los de modo perfeitamente legal em suas lentes.

Foto: TecStudio – Ipê-rosa capturado na mesma distância que a primeira foto, porém, nesta utilizamos a lente ultra-ampla.

Ao comparar as duas fotos acima, a distância de captura foi exatamente a mesma. No entanto, em uma simples troca entre a câmera principal e a câmera ultra-ampla, podemos ampliar muito além do que precisávamos, sem dar um passo sequer para frente para atrás.

O que mais agrada nesse sistema de troca de câmeras, é que ele parece simples e é simples. Ou você escolhe utilizar os botões, ou você apenas faz um movimento com os dedos na própria tela como se estivesse reduzindo o zoom, e a imagem já altera a visão, bem como a lente, sem que haja uma espera ou algo que possa comprometer o seu clique.

Cores, muitas cores!

A Samsung já vem trabalhando há bastante tempo no que diz respeito à aproximadamente de suas lentes com o “olhar” humano. Obviamente, nem perto disso estamos, uma vez que os olhos são o mais perfeito mecanismo de imagem até o momento. No entanto, no que diz respeito as cores, a sul-coreana cumpre um papel digno de aplausos e muitos elogios.

Foto: Felipe Victor, TecStudio – Em fim de tarde, as cores do céu, da água, das plantas e do espaço em volta são refletidas com muitos detalhes e sincronia com a realidade pela câmera do Galaxy S10e.

Cada variante tem suas configurações e lentes. O diferencial da Samsung, além das lentes com tecnologia dual-pixel, está também na abertura dupla e nos perfis de cores naturais do software de câmera. Não é preciso entender muito de imagem quando se observa a beleza da captura acima.

Foto: Felipe Victor, TecStudio – Museu Ferroviário, um dos pontos turísticos da cidade de Sete Lagoas, MG.

O zoom

Talvez um dos maiores pontos negativos do Galaxy S10e e seu conjunto de câmeras, é a falta de um zoom óptico, como há nos dois irmãos mais “velhos”. As capturas são impressionantes, de fato, no entanto, quando é necessário realizar algum zoom para obter uma proximidade maior com alguma objeto, você pode sentir uma leve granulação a partir da terceira aproximação.

Nós até testamos a capacidade de aproximação desse aparelho. Ficamos bem felizes com o resultado, mas se fossemos um pouco mais além do que vamos mostrar abaixo, perderíamos a qualidade natural da imagem.

Foto: Felipe Victor, Campus Morro do Cruzeiro, da Universidade Federal de Ouro Preto – Ouro Preto – MG

E para finalizar, vamos ao mais aguardado do artigo; o modo noturno.

Uma criança teria se surpreendido menos com o modo noturno do Galaxy S10e. No entanto, como não foi uma criança quem capturou as fotos para esse artigo, “eu”, o editor responsável, venho em primeira pessoa dizer; “estou impressionado e sem palavras para descrever o quanto isso me surpreendeu…

A primeira foto foi capturada por acaso, sem intenções e sem nenhuma configuração. Apenas miramos o aparelho ao céu e…

Galaxy S10e
Foto: TecStudio

“Nunca duvide de uma câmera quando ela consegue capturar estrelas…”

A centenas de milhares de quilômetros daqui, estão as estrelas, que brilham nos céus, noite após noite – isso quando o céu não está nublado – mas que você sabe que elas continuam ali, brilhando. A gente sabe que a maioria absoluta dos smartphones das gerações passadas, quando capturam estrelas, mostram um borrão, ou você precisa optar pelo modo “Pro”, se quiser capturar alguma coisa lá de cima.

Com a foto de cima e uma ajudinha ‘automática’ da inteligência artificial, pudemos perceber que capturar estrelas para o Galaxy S10e é uma tarefa simples. E até mesmo antes de capturar, você pode vê-las em tempo real, antes mesmo da captura.

Foto: TecStudio

Na segunda foto (acima), o cenário é ainda mais empolgante. Em um concerto musical, abrilhantado também com fogos de artifício, a imagem diz muita coisa. Não só os fogos chamam a atenção, mas também a riqueza dos detalhes das nuvens, do palco, das árvores, enfim, é um smartphone capturando uma foto noturna, de uma noite de luzes.

Mais fotos…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui