Lançado há 8 anos, o Windows 7 ainda está em grande parte dos computadores no mundo, em sua maioria nas empresas. O sistema e sua interface Windows Aero, continua sendo preferência para muitas pessoas e nós explicamos os motivos.

Com 48,91% de fatia de mercado, o sistema continua sendo o mais utilizado no mundo quando falamos de computadores. Para se ter uma ideia, o Windows 10 tem 27,63% de mercado.

Cinco motivos podem explicar o motivo do Windows 7 ainda ser tão utilizado.

1 – Interface única, bonita e estável

O design do Windows 7 é único e indiscutivelmente bonito. A interface Aero consegue trazer uma sensação de “vidro” espelhando o papel de parede, com um blur extremamente elegante na barra de tarefas do sistema.

Windows 7
Interface Windows Aero é única e agradável. (Imagem: Reprodução/Redação TecStudio)

Seu efeito translúcido nas bordas da janela e do menu Iniciar cria um design “transparente” com aparência profissional, aprimorado por efeitos delicados como reflexos dinâmicos e animações sutis. Projetadas para conforto e simplicidade, as janelas “transparentes” transmitem um senso de abertura e leveza que o deixa livre para dar enfoque ao conteúdo e não ao ambiente.

2 – Windows 7: Sistema maduro e completo

O Windows 7 é um sistema maduro e o mais adorado por gamers e empresários. Isso pode ser justificado por todo o seu tempo de existência, são 8 anos. Mesmo assim, o sistema já havia ganho uma versão estável em 2011, o Service Pack 1, que corrigiu diversos problemas e aprimorou o sistema, tornando-o ainda melhor.

Ao falar da melhor opção para substituir o Windows 7, os usuários se dividem. Alguns preferem o Windows 8.1, outros o Windows 10. O que faz muitos usuários correrem do Windows 10, é justamente os problemas com instabilidade.

No novo sistema da Microsoft, ainda vemos o bug da CPU com 100% de uso. Ao realizar tarefas comuns, o sistema simplesmente começa a utilizar toda a potência do seu processador, causando instabilidade em diversos computadores (um dos motivos na qual também não utilizo mais o sistema).

Além disso, bugs visuais como o congelamento do menu iniciar e da barra de tarefas também causam afastamento dos usuários, principalmente dos mais comuns, que não sabem como resolver o problema utilizando o gerenciador de tarefas ou até mesmo apelar por recursos mais avançados.

3 – Feedback de hardware

Os usuários mais avançados querem saber como está a pontuação do hardware de sua máquina. Para isso, o Windows 7 é completamente útil. O sistema tem o “Índice de Experiência do Windows“, que acusa uma nota utilizando variáveis como velocidade do processador, memória e até do disco rígido.

Windows 7
Pode não parecer, mas o índice de experiência do Windows faz diferença para muitos usuários. (Imagem/Reprodução: Redação TecStudio).

No Windows 10, também é possível utilizar o Índice de Experiência do Windows, mas é necessário uma “gambiarra” para o feito.

4 – Mais “barato”

Com o fim do suporte do Windows 7 adiado para 2022, ainda é possível encontrar versões do sistema à venda. A versão Ultimate, que em seu auge era vendida por aproximadamente R$ 600, hoje pode ser encontrada por apenas R$ 150.

Outras versões como o Professional e Home Premium, estão com o valor bem abaixo, mas somente em mídia digital.

5 – Compatível com maioria dos computadores

O Windows 10 ainda não funciona bem em todos os computadores compatíveis. Pensando nisso, o Windows 7 entra como a melhor opção.

Com sua estabilidade, o que já falamos acima, o Windows 7 é o melhor sistema para computadores menos parrudos, enquanto o Windows 10 e sua bagatela de recursos, são excelentes para quem pode pagar mais por uma máquina mais potente e ter uma experiência mais completa.

Se você usa o Windows 7, conte-nos por que, nos comentários abaixo!Wind

Demonstre uma reação nesta publicação
Curti Amei Haha Uau! Triste Grr!
FONTEDados
COMPARTILHAR

Técnico em Informática e fundador do TecStudio. Apaixonado por astronomia, ciência, tecnologia, games, séries, cinema, música e arte. Estou no Instagram @phvictorr e em outras redes sociais.