Um foguete Soyuz russo que transportava uma nova tripulação russo-americana para a Estação Espacial Internacional falhou durante sua subida nesta quinta-feira (11 de outubro), enviando sua cápsula de tripulação para a Terra em uma reentrada balística, segundo a NASA.

Uma equipe de busca e resgate chegou ao local de pouso, ambos os tripulantes estão em boas condições e deixaram a cápsula Soyuz às 07h10 (horário de Brasília), disse a porta-voz da Nasa, Brandi Dean. A agência espacial russa Roscosmos divulgou fotografias de ambos os astronautas sendo inspecionados após o pouso brusco.

falha de lançamento do foguete soyuz força aterrissagem de emergência
O astronauta Nick Hague e o cosmonauta Dmitry Rogozin são mostrados em uma foto tirada após o lançamento da cápsula da Soyuz em 11 de outubro de 2018. FOto: Roscosmos

O foguete Soyuz e sua cápsula espacial Soyuz MS-10 decolaram do Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, por volta de 05h47 (horário de Brasília) com o astronauta da NASA Nick Hague e o cosmonauta Aleksey Ovchinin a bordo. O par deveria se juntar à tripulação de três pessoas da Expedição 57 já a bordo da Estação Espacial Internacional. Mas algo deu errado minutos após o lançamento, enviando a cápsula da Soyuz para uma reentrada balística.

“Confirmando mais uma vez que o lançamento do S10 de hoje da MS10 entrou em um modo de reentrada balístico um pouco depois do seu lançamento”, disse Dean durante os comentários ao vivo na televisão. “Isso significa que a tripulação não estará indo para a Estação Espacial Internacional hoje. Em vez disso, eles farão um pouso forçado, de volta para a Terra.”

Os três astronautas que estão a bordo da estação espacial foram informados do lançamento fracassado e a programação do dia está sendo reformulada, já que eles não poderão mais receber a dupla que está chegando. O controle da missão disse aos astronautas a bordo da estação espacial que, durante o pouso, “os meninos” experimentaram forças de cerca de 6,7 G em uma transmissão que a NASA posteriormente fez.

A dupla desembarcou a cerca de 20 quilômetros a leste de Dzhezkazgan, no Cazaquistão. “Equipes de busca e resgate são sempre pré-equipadas no caso de algo assim acontecer”, acrescentou Dean. Helicópteros já foram despachados para procurar a cápsula espacial da Soyuz.

https://platform.twitter.com/widgets.js
A tripulação está retornando à Terra em um modo de descida balística. Equipes estão trabalhando para obter informações adicionais de nossos parceiros russos.

A NASA não forneceu muitos detalhes sobre a falha, mas confirmou em um tweet que havia um problema com a separação do foguete. Dean mais tarde confirmou a anomalia durante o comentário ao vivo. Durante a transmissão ao vivo do lançamento, a narração do controle da missão sugeriu que o foguete não conseguiu se separar da cápsula da Soyuz.

Se o lançamento tivesse obtido êxito, Ovchinin e Hague teriam chegado à estação espacial ainda hoje. A Soyuz estava programada para fazer uma trajetória de voo de seis horas e teria orbitado a Terra quatro vezes antes de chegar à Estação Espacial Internacional.